@leeh diz: eram tantas pessoas, algumas correndo, com pressa, outras devagar, caminhando, elas iam, elas vinham, de todo lugar, pra todo lugar. Olhos castanhos, olhos azuis, olhos verdes talvez, mas de fato nenhum olhar. Na face expressavam ódio, anciedade, tristeza, felicidade, mas na verdade nenhum sentimento. Eram tantas pessoas, cada uma com uma vida, uma historia, um livro ali entregue em suas mãos, talvez uma historia de amor, de terror ou um drama, comédia também... Eu ali parada, imaginando como seriam aquelas pessoas antes, depois, como elas seriam de verdade. Sentada na calçada eu ficava me perguntando se entre essas pessoas não existiria alguem por mim, alguem pra mim, alguem em mim, eu não tive resposta. Me levantei, continuei a andar, a cada passo uma duvida, a cada passo uma batida do ponteiro do relogio me mostrando que a vida passa, que a hora passa e que eu tenho que seguir. Ninguem entende o quanto é complicado seguir um caminho sem saber onde vai dar? Ninguem entende que na minha vida tudo sempre foi errado e que o certo eu nem sei, nunca ouvi falar? Quebrem os relogios, derrubem as mascaras, esqueça o dinheiro, eu quero amar. Bloqueiem as trilhas, chamem os amigos, coloquem a musica pra tocar!

3 comentários:

Raul disse...

textos e layouts muito bons. vou seguir ;**

. neeto santiago ;) disse...

To te seguindo. Abração.
quando puder passa no meu
http://aquiloquepensei.blogspot.com

→ Pαuℓ ®™ disse...

oieeeee, vlw por seguir =D
relaxa que eu não falo só do BBB, eu falo de tudo, to até pensando em mudar o nome do meu blog, kkkk
adorei o seu, sempre vou passar por aki,

bju

Postar um comentário

Copyright 2009 Desconquistas em Série. All rights reserved.
Sponsored by: Website Templates | Premium Wordpress Themes | consumer products. Distributed by: blogger template.
Bloggerized by Miss Dothy