Estou só me dando conta de que o tempo todo eu fui quem eu deveria ser e não quem eu sou de verdade. E que o tempo todo as pessoas dizem o quanto você tem que sufocar seus pensamentos, sentimentos e você vê que não dão mais valor a nada que você julgava importante. E eu tive que aprender do pior jeito a não implorar por amor, a não pedir carinho, tive de aprender que mais vale uma consciência tranquila do que um orgulho intacto, de que na hora da raiva o blefe pode ser cruel e que nada no mundo substitui a ausência de um abraço. Eu tive de ainda tão pequena aprender que contos de fadas são uma farsa e de que os príncipes de vez em quando fogem com a princesa errada, de que o sapatinho nem sempre é do seu número e de que existem muito mais vilões do que uma simples madrasta, que felizes para sempre é balela, porque para sempre simplesmente não existe, assim como todos os animais falantes, o espelho vidente ou o tapete voador. De que gênios não aparecem com um esfregão numa lampâda e de que homem nenhum vai escalar uma torre por mim. Até porque, eu sequer sou uma princesa.


2 comentários:

Sandro Honorato disse...

Belo desabafo.
Adoro seus textos.
Tenho um novo poema e um selo pra voce.
Beijos e uma boa semana
..........................
RIMAS DO PRETO

Paulo Boarro disse...

Lindo texto amiga..eu adoro poemas e textos lindos.
lindo blog.
bjussss.

Postar um comentário

Copyright 2009 Desconquistas em Série. All rights reserved.
Sponsored by: Website Templates | Premium Wordpress Themes | consumer products. Distributed by: blogger template.
Bloggerized by Miss Dothy